quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Ironia Suprema


Um ateu confesso ver, rever e voltar a ver Ordet, desejando acreditar na palavra e nas forças transcendentais superiores.

4 comentários:

  1. também eu, sem verdadeiramente acreditar entusiasmo-me e enterneço-me com "A palavra" talvez porque esta mensagem vá ao encontro de uma antiga e constante prece, uma ânsia não assumida mas presente.maybe.

    ResponderEliminar
  2. este trago comigo pela vida fora, foi-me entregue de forma desinteressada mas não inocente, pelo meu pai.
    o johannes é das personagens mais fortes com que me atravessei, no melhor alinhamento da verdade despudurada do louco (pobre, do Pascoaes, o bobo de Lear, o "Idiota").

    ResponderEliminar

Funções positivas