domingo, 1 de novembro de 2009

A mediania

"(...) Na matemáticca, o simples é, realmente, muito simples, mas na vida de sociedade não acontece o mesmo. Há na vida a tendência para negligenciar as coisas que são mais simples de compreender. Há nisto qualquer de coisa de cómico. Quem ganha com a cegueira das pessoas são os advogados. Estes têm, também, de possuir experiência da vida. A sensatez tem algo da justa medida do que é mediano. Todos nós temos muito pouco de mediano. Há muitas pessoas, sobretudo mulheres, que não suportam a mediania, o meio-termo, precisamente porque ela é a justa medida, ou então porque sentem inveja dessa justa mediania. (...)"

Robert Walser, O Salteador, Relógio d'Água, p. 161.

1 comentário:

Funções positivas